Inadimplência em BH registra a maior alta do ano e vai contra recuos de SP e RJ

SÃO PAULO – A inadimplência dos consumidores mineiros registrou a segunda maior alta deste ano em julho, de 13,72%, na comparação com junho. O aumento vai na contramão das quedas verificadas em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Segundo dados do CDL-RJ (Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro), no mesmo período, a inadimplência dos consumidores cariocas caiu 3%. Já os dados da ACSP (Associação Comercial de São Paulo) mostram que os registros de inadimplentes da capital paulista recebidos no SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) recuaram 3,3%.

O forte aumento da inadimplência em Belo Horizonte na análise mensal deve-se, de acordo com o economista do CDL-BH, Fernando Sasso, ao comprometimento de parte do orçamento das famílias com as parcelas de presentes para o Dia das Mães e Dia dos Namorados.

“Além disso, devemos levar em consideração o fato de que as escolas e universidades aproveitaram o mês de julho para registrarem os alunos inadimplentes”, disse o economista, por meio de nota.

Quedas em outras análises
Considerando os resultados de julho comparados aos verificados no mesmo mês do ano passado, os dados mostram que houve quedas tanto nas capitais carioca e paulista como na mineira. Em Belo Horizonte, o número de registros no SPC caiu 8,69%. Em São Paulo, a queda no período foi de 3,9%. E no Rio, a inadimplência ficou 2% menor.

No acumulado dos sete primeiros meses do ano, Belo Horizonte registrou recuo de 4,23% no número de registros. Essa retração é maior que a verificada no Rio de Janeiro (-0,8%) e em São Paulo (-2,7%).

“Deve-se levar em conta que no ano passado as pessoas estavam mais preocupadas devido às incertezas da economia”, analisa o economista do CDL-BH. “Hoje, com o retorno do crédito e do aumento do rendimento médio dos ocupados, o consumidor tem se mantido responsável em quitar suas dívidas”.

Cancelamentos dos registros
Apesar de mais inadimplentes, na comparação com junho, os mineiros também estão regularizando a situação no SPC. Considerando os registros cancelados, que representam as dívidas quitadas, houve aumento de 8,83% no período.

Em São Paulo e no Rio de Janeiro, também ocorreram aumentos no número de cancelamentos, de 0,5% e 6,2%, respectivamente.

Na análise frente a julho de 2009, porém, o número de registros cancelados caiu 9,51% em Belo Horizonte e 0,6% em São Paulo. No sentido contrário, houve aumento de 4,2% no Rio de Janeiro.

De acordo com Sasso, a forte queda verificada na capital mineira deve-se ao aumento da confiança do consumidor e da estabilidade do cenário econômico. “Isso faz com que o consumidor ‘relaxe’ em relação a suas dívidas”, afirma.

(Fonte: Infomoney)

Inadimplência em BH registra a maior alta do ano e vai contra recuos de SP e RJ
Compartilhe:
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailFacebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail