Comércio prevê crescimento de 12% nas vendas do Dia das Crianças

O comércio varejista do Rio de Janeiro deve registrar alta de 12% na vendas do Dia das Crianças. Segundo o CDL-Rio (Centro de Estudos do Clube dos Diretores Lojistas do Rio de Janeiro), o otimismo é baseado no bom desempenho do setor nos últimos meses.

O presidente da entidade, Aldo Gonçalves, afirma que as boas vendas do setor nos últimos oito meses, influenciadas pelo bom desempenho da economia, pela melhoria da distribuição de renda e pelo aumento do emprego, indicam que o setor terá um Dia das Crianças bem melhor do que o ano passado.

A pesquisa aponta que 75% dos lojistas acreditam que o movimento do comércio será superior ao registrado em 2009.

Produtos
Entre os produtos que serão os mais vendidos no período, estão brinquedos, calçados, roupas, mochilas e acessórios, celulares e jogos eletrônicos.

Os lojistas estimam que o preço médio dos presentes por consumidor deve ser de cerca de R$ 100 e que os clientes deverão utilizar como forma de pagamento o cartão de crédito parcelado, cartão de débito, dinheiro e cheque.

“Além disso os lojistas inovaram bastante este ano para seduzir ainda mais os consumidores e apostaram nas promoções, diversificação de planos de pagamento e crédito mais fácil. A julgar por esses últimos dias, a estratégia vem atingindo os objetivos”, conclui Aldo.

Shopping center
O comércio varejista de shopping center também está otimista com as vendas do período. Um levantamento realizado pela Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping) aponta que a perspectiva de crescimento é de 16% nas vendas na comparação com o ano passado.

Em relação ao tíquete médio, a expectativa é que os gastos com presentes devem variar entre R$ 80 e R$ 120. Pela previsão da Alshop, o destaque deste ano ficará por conta da variedade existente nas lojas – desde as tradicionais bonecas para as meninas, passando pelos modelos mais modernos, além de vestuário.

Estratégias
Sobre as estratégias de vendas, o CDL-Rio declara que os lojistas aumentaram os estoques, investiram na decoração da loja e da vitrine, em propaganda e na facilidades de pagamento e lançamento de produtos e outras ações.

Já a Alshop acrescenta que os shoppings do Brasil planejam ações promocionais, “transformando os empreendimentos em polos de diversão, além dos cinemas que sempre promovem sessões específicas para atrair o público infantil”.

(Fonte: InfoMoney)

Comércio prevê crescimento de 12% nas vendas do Dia das Crianças
Compartilhe:
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailFacebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail