Inflação

Os índices de inflação para o mês de janeiro, como já se previa, vieram com significativa aceleração. O IPCA/IBGE em janeiro de 2015 foi de 1,24%, apresentando uma elevação relativamente ao índice de dezembro de 2014, de 0,78%.

Nos últimos 12 meses, a inflação no país foi de 7,14%, puxada principalmente pela elevação de tarifas públicas, como, por exemplo, a de energia elétrica residencial que apresentou uma elevação no Brasil de 27,08% e na RMRJ de 18,63%.

O ano de 2015 apresenta particulares incertezas, inclusive pela questão hídrica que pode impactar nos preços dos alimentos. De toda forma, as instituições financeiras consultadas pelo Banco Central, através do chamado Boletim Focus, projetam uma inflação no país, em 2015, de 7,15% e, em 2016, de 5,6%. Ou seja, uma inflação alta, mas sob controle e declinante.

A inflação na região metropolitana do Rio de Janeiro tem sido nos últimos anos superior à do Brasil.Nos últimos 12 meses, a inflação na nossa metrópole foi de 8,9%. Esta maior taxa de inflação derivou, em boa medida, de uma elevação maior nas tarifas de transporte público. O item ônibus urbano entre fevereiro de 2014 e janeiro de 2015 cresceu, de acordo com o IPCA, 12,19% no Brasil e 21,82% na RMRJ.

Destacam-se também na inflação mais elevada no Rio os reajustes nos hotéis. No Brasil, nos últimos 12 meses, o preço dos hotéis cresceu 9,96%, e na RMRJ 26,77%.

A inflação maior na RMRJ também é puxada significativamente pelo preço dos alimentos. Provavelmente influenciado pela pouca produção agrícola existente no Estado do Rio de Janeiro.

  Mauro Osorio  – Economista

Inflação
Compartilhe:
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailFacebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail