Evolução do emprego com carteira assinada

carteira_de_trabalhoEvolução do emprego com carteira no primeiro quadrimestre

No primeiro quadrimestre de 2015, comparando-se com o primeiro quadrimestre de 2014, o Estado do Rio de Janeiro sofreu pesadamente.

Conforme tabela anexa, em torno de 43% da queda do emprego com carteira assinada ocorrida no país se deu no ERJ.

Já a Cidade do Rio de Janeiro teve um desempenho menos ruim, com uma participação na perda do emprego no total das capitais de 10%.

A pior trajetória do conjunto do Estado tem a ver, principalmente com a queda das receitas dos royalties, pela queda do preço do petróleo no mercado internacional, e a paralisação das obras do COMPERJ.

Nesse aspecto, nos meses de março e abril o emprego em Itaboraí voltou a apresentar um crescimento de 1.386, após uma perda de empregos com carteira de 8.299, nos meses de janeiro e fevereiro deste ano.

No quadrimestre, a Cidade do Rio de Janeiro perdeu 12.459 vagas no comércio e 7.109 postos no setor de serviços.

Confira os dados das tabelas abaixo:

  Mauro Osorio – Economista e consultor do CDLRio

Evolução do emprego com carteira assinada
Compartilhe:
FacebooktwitterredditpinterestlinkedinmailFacebooktwitterredditpinterestlinkedinmail