Nós fazemos parte do novembro azul. E você?

Preconceito, falta de informação, ideias equivocadas… Estas são algumas das características do comportamento masculino quando o assunto é saúde, sobretudo quando envolve a próstata.

A questão é delicada, todos sabemos. Para conscientizar a população, principalmente a masculina, sobre os riscos do câncer de próstata, as formas de prevenção e as maneiras de diagnosticar o problema é que surgiu a ideia de desenvolver uma campanha especialmente voltada para esclarecimento do tema e quebra de paradigmas. Nasceu assim o Movimento Internacional Novembro Azul.

Essa ideia chegou no Brasil para ajudar a mudar o cenário nacional, que traz números cada vez mais alarmantes sobre este tipo de câncer, que é o que mais afeta a população masculina do nosso país, depois do câncer de pele.

Apesar de ser uma doença grave, cerca de 90% dos casos são passíveis de cura, desde que o diagnóstico seja realizado precocemente. É nesse ponto que se encontra o maior desafio: o preconceito. A maioria dos homens evita procurar o urologista, com receio do exame de toque retal, que é importante para detectar não só o câncer de próstata, mas outros problemas anorretais.

Sendo assim, ficar atento aos sinais do corpo e procurar o médico com frequência é extremamente importante para identificação mais rápida e tratamentos mais eficientes. Não deixe, portanto, que o medo ou a vergonha sejam empecilhos para o cuidado com a saúde.

Durante todos os trinta dias de novembro serão realizadas campanhas de esclarecimento, além da iluminação em azul nos pontos turísticos ao redor do mundo como forma de divulgar o movimento.

Um toque, um drible, um gol de placa …
Novembro Azul, mês de prevenção do Câncer de Próstata!

Nós fazemos parte do novembro azul. E você?
Compartilhe:
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailFacebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail