Hora de passar o Rio a limpo

Foi um ano muito difícil para os brasileiros. Mais difícil ainda para a população do Rio de Janeiro, que vivencia uma crise política e econômica sem precedentes e que não chega ao fim, ao contrário de outros estados que já experimentam alguma recuperação.

No Rio de Janeiro, seja na capital, na região metropolitana ou no interior, desapareceram investimentos e empregos no rastro da degradação dos serviços públicos essenciais de Saúde, Segurança, Educação e Transporte, resultante da má gestão e da corrupção endêmica. Atingindo diretamente o comércio, grande pilar e pulso da nossa economia, responsável por cerca de 10% do PIB fluminense e por mais de 850 mil postos de trabalho, ou seja, cerca de 20% dos empregos formais no estado. Só no primeiro semestre, quase 10 mil estabelecimentos comerciais fecharam suas portas em todo o estado e o número segue crescendo. Na capital, a camelotagem e a desordem urbana desenfreadas tomaram conta dos principais corredores comerciais da cidade, sem a devida ação da prefeitura para coibí-las, afastando consumidores e prejudicando ainda mais o comércio legal, já sobrecarregado pela alta carga tributária e pelas consecutivas quedas das vendas ao longo do ano.

Irmanados pela certeza de que é urgente e vital virar este jogo a favor de quem trabalha e de quem produz, gerando riqueza, promovendo qualidade de vida e justiça social, o Sindicato dos Lojistas do Comércio do Rio de Janeiro – SindilojasRio e o Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro – CDLRio têm atuado arduamente em várias frentes, unindo-se, inclusive, a outras instituições, tanto do comércio como de outros setores econômicos, com o mesmo propósito: o de recolocar o Rio no mapa do desenvolvimento. Exemplo mais recente é a recém-criada Frente Parlamentar em Defesa do Setor Varejista do Rio de Janeiro, que tem como objetivo facilitar, ampliar e aprofundar o relacionamento do comércio com os poderes legislativo e executivo do estado.

Os meses de novembro e dezembro têm um significado especial para nós, que lutamos pelo fortalecimento e pelo crescimento do comércio do Rio de Janeiro. No dia 7 de novembro passado, o CDLRio completou 62 anos como uma das mais importantes referências para o setor. E o SindilojasRio, o mais antigo sindicato patronal e um dos maiores do País, reconhecido nacionalmente por sua representatividade e forte atuação em defesa dos interesses do comércio, celebrou os 85 anos de sua fundação, no dia 6 de dezembro.

Em 2018, ano de eleições, teremos a chance de começar a passar o país e o estado a limpo, com a renovação dos quadros políticos. Mais do que nunca, é hora de unir esforços e buscar construir o futuro que queremos, pautados pela ética e pela certeza de que é possível virar este jogo a favor do Rio de Janeiro e de sua população.

Em nome do SindilojasRio e do CDLRio, agradecemos às nossas quase 25 mil empresas lojistas associadas e parceiros pela confiança, e aos nossos colaboradores que são a verdadeira força das nossas entidades pela dedicação imensurável. Que 2018 seja o ano da virada, com Saúde, Paz e Justiça Social!

ALDO CARLOS DE MOURA GONÇALVES
Presidente do CDLRio e do SindilojasRio

Hora de passar o Rio a limpo
Compartilhe:
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailFacebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail