Inadimplência no comércio do Rio cresceu 1,2% em maio

A inadimplência no comércio carioca cresceu 1,2% em maio em relação ao mesmo mês do ano passado, de acordo com os registros do Serviço Central de Proteção ao Crédito do CDLRio – Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro. As consultas (item que indica o movimento do comércio) diminuíram 5,3.% e as dívidas quitadas aumentaram 1,1%.

De acordo com Aldo Gonçalves, presidente do CDLRio, estes números mostram que o quadro atual da economia, especialmente no Estado do Rio de Janeiro, com o desemprego e a violência influenciando o comportamento do consumidor, contribuem para afetar seu senso de humor e otimismo e, consequentemente, sua disposição de compra. “Aliado a tudo isso, o comércio ainda precisa lutar diuturnamente contra a informalidade, que cresce a olhos vistos e aumenta significativamente quando ocorrem eventos de grande porte como é o caso da Copa do Mudo”, conclui.

No acumulado dos cinco meses do ano (janeiro/maio) em relação ao mesmo período de 2016, a inadimplência e as dívidas quitadas cresceram, respectivamente, 0,9% e 0,7% e as consultas caíram 5,9%.

Ao comparar maio com o mês anterior (abril), as consultas, a inadimplência e as dívidas quitadas aumentaram, respectivamente, 1,3%, 4,9% e 1,8%.

Movimento de Cheque

Segundo o LigCheque, registro de cadastro da entidade, em maio em relação ao mesmo mês do ano passado, a inadimplência cresceu 1,3% e as consultas e as dívidas quitadas diminuíram, respectivamente, 8,4% e 1,8%.

No acumulado dos cinco meses do ano (janeiro/maio) em relação ao mesmo período do ano de 2017, a inadimplência aumentou 1,1% e as dívidas quitadas e as consultas diminuíram, respectivamente, 3,2% e 7,3%

Comparando-se maio com o mês anterior (abril), as consultas, a inadimplência e as dívidas quitadas cresceram, respectivamente, 1,9%, 2,4% e 0,8%.

Inadimplência no comércio do Rio cresceu 1,2% em maio
Compartilhe:
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailFacebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail