Mauro Osorio – Economia – Set/2011

Os dados do Rio são bons. Nos últimos 12 meses, o volume de vendas no comércio varejista no Estado do Rio de Janeiro cresceu, inclusive, um pouco acima da média nacional. Para o total do comércio varejista, o crescimento no ERJ, ESP, EMG e total Brasil foi de, respectivamente, 9,7%; 7,6%; 11,2%; e 8,5%.

Variação acumulada em 12 meses do volume de vendas no comércio varejista segundo atividades no Brasil, Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais entre agosto de 2010 e julho de 2011.
Atividades Brasil Rio de 

Janeiro

São 

Paulo

Minas 

Gerais

Comércio Varejista 8,5 9,7 7,6 11,2
Combustíveis e lubrificantes 4,6 1,9 4,8 5,4
Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo 5,3 5,9 4,9 5,8
Hipermercados e supermercados 5,1 5,3 4,8 5,8
Tecidos, vestuário e calçados 8,5 13,1 10,1 8,2
Móveis e eletrodomésticos 17,8 20,7 14,5 30,8
Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos 11,3 6,8 9,3 9,3
Livros, jornais, revistas e papelaria 12,0 9,1 16,1 10,2
Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação 18,5 -3,1 25,8 30,0
Outros artigos de uso pessoal e doméstico 8,4 12,2 5,7 12,8
Veículos, motos, partes e peças 13,7 8,4 11,6 17,5
Material de construção 13,3 28,5 10,3 10,8

Fonte: IBGE, Pesquisa Mensal do Comércio.

Observação: Variação acumulada de 12 meses

Os destaques negativos no Estado do Rio de Janeiro foram a queda no volume de vendas em equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação de 3,1% e combustíveis e lubrificantes com um crescimento de apenas 1,9%.

O maior destaque positivo foram as vendas de material de construção, cujo o volume em 12 meses cresceu 28,5% contra um crescimento no total do Brasil de 13,3%.

Como o emprego formal na construção civil no Estado do Rio de Janeiro nos últimos 12 meses apresentou um crescimento bastante próximo do nacional, esse dado de material de construção deve refletir reformas ou construções por conta própria em áreas carentes.

Além disso, no Estado do Rio de Janeiro, apresentaram um crescimento nos últimos 12 meses superior a 10%, os setores de Tecidos, Vestuários e Calçados, móveis e eletrodomésticos e outros artigos de uso pessoal e doméstico, com crescimento percentual do volume de vendas de, respectivamente, 13,1%; 20,7%; e 12,2%.

Mauro Osorio – Economia – Set/2011
Compartilhe:
FacebooktwitterredditpinterestlinkedinmailFacebooktwitterredditpinterestlinkedinmail